MACAÉ FABULOSO!

MACAÉ FABULOSO!

Com grande atuação no Nilton Santos, Leão empata com o Vasco e soma o seu primeiro ponto no Carioca

Depois de três semanas de intertemporada, sem folga no Carnaval, o Macaé mostrou a que veio no Campeonato Carioca. Com incrível evolução física e técnica, o Alvianil Praiano conquistou o seu primeiro ponto na competição. E os pouco mais de 6 mil torcedores que foram ao Estádio Nilton Santos na tarde deste domingo (12) para ver a estreia do atacante Luis Fabiano, acabaram vendo uma atuação fabulosa do Leão, que segurou o empate em 2 a 2 com o Vasco.

Volante Rafinha apareceu como "homem surpresa" em vários momentos do jogo e foi premiado com o gol da virada do Macaé

Volante Rafinha apareceu como “homem surpresa” em vários momentos do jogo e foi premiado com o gol da virada do Macaé

A equipe cruzmaltina saiu à frente no marcador com Nenê, mas sofreu a virada ainda na etapa inicial, com Hudson e Rafinha. O zagueiro Rodrigo, já no segundo tempo, fez o gol que empatou o jogo e deu números finais ao marcador. Com o resultado, o Macaé pontuou pela primeira vez no Carioca e chega à quarta colocação do Grupo B. No próximo domingo (19), o Macaé encara a Portuguesa, às 15h30, em Moça Bonita.

O jogo

Apostando nos contra-ataques, Macaé tentou se defender e atrapalhava os ímpetos ofensivos do Vasco. A primeira chance surgiu aos seis minutos, com Jean, mas Milton Raphael defendeu. Em seguida, aos 13, Nenê recebeu dentro da área, driblou Aislan e de pé direito mandou para o fundo da rede, abrindo o marcador: 1 a 0.

Luis Fabiano, o estreante da tarde, teve chance de fazer seu primeiro gol com a camisa do Vasco. Aos 20, chutou firme, forçando Milton Raphael a se esticar para fazer grande defesa. Após a parada técnica, o Macaé dominou as ações. O técnico Toninho Andrade trocou Marquinho e Zotti de posições e o domínio foi amplo.

Com muita velocidade, meia Marquinho infernizou a defesa do Vasco e foi um dos destaques do Leão no jogo

Com muita velocidade, meia Marquinho infernizou a defesa do Vasco e foi um dos destaques do Leão no jogo

As jogadas combinadas entre Marquinhos e Ronaldo, pela direita, e com o Zotti, pela esquerda, deixaram a defesa cruzmaltina atordoada. O primeiro gol foi uma aula de troca de passes. Depois de quase dois minutos com a bola nos pés, o Macaé chegou ao gol com Hudson, de cabeça, após cruzamento primoroso de Zotti pela esquerda.

Já o segundo gol do Macaé foi uma lição de contra-ataque. Aos 44 minutos, Marquinho arrancou em velocidade e deixou Rafinha na cara do gol. O volante tocou na saída de Martín Silva e virou o placar para o Leão: 2 a 1.

Na volta do intervalo, o Vasco quase empatou logo aos 4 minutos, com Rodrigo cabeceando no travessão. Sete minutos depois, Douglas chutou e assustou em cobrança de falta. No lance seguinte, a linha defensiva do Vasco quase entregou um terceiro gol para o Alvianil Praiano, com Alan, cabeceando pela linha de fundo.

Luis Fabiano não marcou, mas ajudou Rodrigo a fazer o gol que empatou o marcador aos 19min e deu números finais a ele. O novo atacante vascaíno cabeceou em cima de Milton Raphael, que deu o rebote para o capitão cruzmaltino chutar firme e mandar para o fundo da rede. Hudson teve a oportunidade de desempatar a favor do Macaé, mas não converteu. Em seguida, o Leão do Norte Fluminense administrou o resultado e manteve o 2 a 2 até o fim.

FICHA TÉCNICA
MACAÉ 2 X 2 VASCO
Data/Hora: 12/03/2017 – 16h
Local: Estádio Nilton Santos (Engenhão)
Público: 5.367 pagantes (6.386 presentes)
Renda: R$ 166.630,00
Árbitro: Diego da Silva Lourenço
Assistentes: Silbert Faria Sisquim e Diego Luiz Couto Barcelos
Cartões amarelos: Aislan, Rafael Laurenço e Hudson (MAC); Jomar, Yago Pikachu e Nenê (VAS)
Gols: Nenê, 13’1ºT (0-1); Hudson, 25’1ºT (1-1); Rafinha, 44’1ºT (2-1); Rodrigo, 19’2ºT (2-2)
>> Macaé: Milton Raphael; Ronaldo, Ramon, Aislan e Ebert; Alan, Rafinha (Rafael Laurenço, 30’2ºT), Wagner Carioca, Zotti (Xavier, 21’2ºT) e Marquinho; Hudson (André Paulino, 41’2ºT). Técnico: Toninho Andrade.
>> Vasco: Martín Silva; Gilberto (Yago Pikachu, intervalo), Jomar, Rodrigo e Henrique; Jean, Douglas, Wagner (Guilherme Costa, intervalo), Nenê e Kelvin (Muriqui, 16’2ºT); Luis Fabiano. Técnico: Cristóvão Borges.

Deixe um comentário

(obrigatório)

(obrigatório)